A Besta continua solta...

domingo, 5 de dezembro de 2010

O intuito deste blog era inicialmente divulgar o romance A BESTA DOS MIL ANOS, após o seu lançamento no dia 19 de novembro na livraria Argumento...

Algo impressionante aconteceu, na madrugada da noite de autógrafos. Vários carros e ônibus foram carbonizados no Rio de Janeiro. Coincidência?

E ao longo da semana um total de 95 veículos foram incendiados. Num marco histórico, com o apoio da população, o governo estadual e federal, as forças policiais, o exército, a marinha e a aeronáutica se uniram para invadir o quartel general dos traficantes e restabelecer a confiança nas instituições.

Há três anos atrás, quando comecei a escrever o romance, já imaginava que o narcotráfico, retratado nos seus bastidores financeiros, chegaria às raias dessa realidade, transmitida em tempo real pela TV. No entanto, não imaginara que a vitória do “basta” para libertar e pacificar a cidade chegasse tão rapidamente. Até quando?

A BESTA DOS MIL ANOS sustenta que por trás do narcotráfico existe uma estrutura muito bem organizada, atravessando, com a ajuda de sanguinários marginais e ambiciosos testas de ferro, nossas fronteiras cada vez mais vulneráveis, trazendo cocaína e armas, num permanente confronto com o estado de direito e a cidadania.Quem já leu o livro ou está lendo, entenderá o que o autor quis dizer quando denuncia que, diante de tanta violência, tanta corrupção e impunidade... os males que assolam a humanidade, a Besta está solta.

1 comentários:

Anônimo,  7 de dezembro de 2010 11:29  

Nao podemos nos esquecer de um dos preceitos economicos que para existir oferta existe a demanda. Devemos nos conscientizar de que os traficantes existem em funcao daqueles que consomem as drogas e que pagam qualquer preco para satisfazerem o seu vicio. Aqui cabe bem a pergunta "quem veio primeiro a galinha ou o ovo?" Ate agora nao obtivemos a resposta da "BESTA"

Dúvidas, críticas, sugestões? Poste aqui!