Entrevista no Jornal Ouest-France

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A INTERVIEW EM FRANCÊS

Selon le  Wokipédia, Ouest-France est le premier quotidien français en termes de diffusion. Depuis 1975, il vend chaque jour près de 800.000 exemplaires, ce qui le place loin devant ses concurrents, y compris les quotidiens parisiens ou nationaux (Le Parisien, 658 503 exemplaires; Le Monde, 411 312 exemplaires et Le Figaro, 401 359 exemplaires2). Les Pays de la Loire sont une région française de l'Ouest de la France regroupant les départements de la Loire-Atlantique, de Maine-et-Loire, de la Mayenne, de la Sarthe et de la Vendée.


A ENTREVISTA EM PORTUGUÊS

Segundo o Wokipédia, o OUEST-FRANCE é o primeiro jornal francês em termos de circulação. Desde 1975, vende cerca de 800.000 exemplares quase todos os dias, colocando-se bem na frente de seus concorrentes, inclusive dos jornais parisienses ou nacionais (Le Parisien + Aujourd'hui en France, com 658.503 exemplares, o Le Monde, com 411.312 e Le Figaro com 401.359). Os Países do Loire são uma região francesa do oeste da França. Envolve os departamentos de Loire-Atlantique, Maine-et-Loire (onde se inclui Angers), Mayenne, Sarthe e Vendée.

O autor brasileiro sob o charme de Angers. Anjou insólita. A Besta dos Mil Anos ( la bête des 1000 ans) é  uma ficção em torno da Tapeçaria do Apocalipse.

“É fantástico!” – Ilmar Penna Marinho Junior não esconde seu entusiasmo, numa de suas visitas à França, quando ele descobre a Tapeçaria do Apocalipse, tecida no século XIV e exibida no Castelo de Angers. Então, este advogado autor de vários  livros de sucesso, teve a idéia de por em cena a famosa tapeçaria. Qual a intriga? Uma das peças faltantes da tapeçaria é a de número 75, a que mostraria a besta aprisionada por 1000 anos. Descobre-se que ela poderia estar numa favela do Rio de Janeiro, dominada por violentos traficantes. Um ex-gendarme francês investiga o caso e se apaixona por uma jornalista  brasileira.

“Essa peça faltante da obra de arte estimula a criação, a inspiração” – define o autor. O romance tem idas e vindas a Angers, o que faz com que advogado se torne um “Embaixador” da cidade na rede de Angevinos ilustres e no Rio, onde reside. “Nós vivemos uma época preocupante, invadida pelo caos de idéias  e de imagens. Meu livro é o reflexo desse pensamento”, define ele num francês quase perfeito.

O “grande final”, muito cinematográfico, se desenvolve em Angers, cidade que Ilmar, Penna Marinho Junior e sua mulher caíram de amores. “Ela é magnífica, o acolhimento é caloroso, sem falar da gastronomia!” Mais à vontade, o autor - advogado não esconde sua admiração pela França,  de Le Clezio a Sartre, passando  por Proust, Gide, Camus e sobretudo a poesia, chegando a citar várias estrofes de poemas franceses de cor... Seu livro, publicado no Brasil em português pela editora Novo Século, ainda não foi traduzida para o francês. É o único reparo que se pode fazer!

Laurent BEAUVALLET

1 comentários:

Arledio Martins e Jacqueline Ricarte 6 de janeiro de 2013 06:18  

Parabéns prezado Ilmar pela merecida repercussão do seu livro.

Abraços,

Arlédio

Dúvidas, críticas, sugestões? Poste aqui!