Papa Francisco no Rio de Janeiro

sexta-feira, 1 de novembro de 2013


Em julho de 2013, durante 28ª Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, o Papa Francisco falou sobre o ”dinheiro”, assim:

— O mundo atual tem caído na feroz idolatria do dinheiro. Há uma política mundial muito impregnada pelo prontagonismo do dinheiro. Quem manda hoje é o dinheiro, uma política economicista sem qualquer controle ético.

— Ter dinheiro, o seu poder pode oferecer um momento de embriaguez, a ilusão de serem felizes, mas no final, acaba por nos dominar e levar-nos a querer ter cada vez mais e nunca estarmos satisfeitos.

Nas páginas 104-105 do romance da Besta, publicado  em novembro de 2011, dois anos antes da vinda do Papa, está escrito sobre o “dinheiro”, assim:

— Tive uma experiência muito interessante outro dia com um grupo de adolescentes. Ao final da visita à galeria, quis saber do grupo quem realmente simbolizava o mal nos dias atuais. Todos responderam que continuava sendo o diabo, mas para minha surpresa um menino de nove anos me respondeu sem titubear que era o dinheiro.

— Corretíssimo. É a violenta necessidade de poder e de supremacia dos homens que pensam que quem possui dinheiro tem tudo na vida.

— O menino acertou — confirmou o padre Antoine.

— O dinheiro é a grande mentira do universo... A Besta está livre dos mil anos de condenação e solto no mundo que ergue o dinheiro ao céu como um Deus.

SÃO AS MESMAS CONVIÇÕES CRISTÃS SOBRE O DINHEIRO.

0 comentários:

Dúvidas, críticas, sugestões? Poste aqui!